Cerimônias

Nosso calendário litúrgico é composto de oito cerimônias sagradas anuais, onde observamos simbolicamente o ciclo da vida, da existência e do ano através da observação da natureza que nos permeia.

SAMONIOS (SAMAIN) : na noite de 30 de abril à 1º de maio, celebramos o ano novo celta e prestamos nossas homenagens aos nossos ancestrais.

ARTUANA ALBA (ALBAN ARTUAN) : o solstício de inverno, 21 de junho, é o dia mais curto do ano e é quando celebramos o nascimento do deus Sol, a criança da promessa. Nesta cerimônia, também chamada de Modra Necht ou Matronucta (Noite Mãe), realizamos o rito da colheita do visco e prestamos honras à deusa Epona.

IMBIUOLCAIA (IMBOLC) : no início de agosto festejamos a volta da primavera no festival da deusa Brigid.

ELARIS ALBA (ALBAN EILIR) : o equinócio de primavera, 21 de setembro, simboliza o renascimento da vida.

BELOTEPNIA (BELTAINE) : em 1º de novembro realizamos a festa do fogo e da luz em honra ao deus Belenos.

ERUINA ALBA (ALBAN HERUIN) : o solstício de verão, 21 de dezembro, é o dia mais longo do ano, quando o deus Sol está no auge de seus vigor e força. Esta cerimônia é também chamada Tan Tad, o Fogo Pai.

LUGNAISSATIS (LUGNASAD) : em 1º de fevereiro celebramos a maturidade da natureza, as colheitas e as honras da deusa Taltiu e de seu filho Lug.

ELUETIAS ALBA (ALBAN ELVED) : o equinócio de outono, 21 de março, é um festival em honra aos deuses Lug e Taranis e celebra, entre outras coisas, a valentia e bravura dos nossos guerreiros.

Anúncios